quinta-feira, 25 de março de 2010

Procura-se um travesseiro

2:31h da manhã: uma noite longa de conversas sem pressas com pessoas há muito tempo não vistas. Então resolvo preparar minha cama enquanto me depeço aos poucos de todos - as despedidas, mediante as conversas saudáveis e divertidas que tivemos outrora, costumam ser demoradas, rodeadas de p.s's e enrolações. Mas como já estava passando da hora e estava de férias na casa dos meus pais, resolvi me apressar.

Ao chegar no quarto, acendi a luz pra arrumar a cama rapidamente para não acordar minha irmã. Me deparei, então, com um problema: cadê meu travesseiro? Vasculhei cada canto possível do quarto e ele não estava. "Pode ser que ele esteja no sofá!", pensei, e fui pra sala na busca incesável pelo meu querido travesseiro, mas em vão.

Lembrei que havia sido dia de faxina e que todos os travesseiros da casa costumavam ficar divididos: um parte no quarto da sala e outra no quarto da minha mãe. E agora? Meu tio que acabara de chegar de viagem dormia com a porta trancada e ventilador ligado no quarto da sala. E bater no quarto da minha mãe poderia resultar em muito sermão, visto que ela há muito havia deitado e além disso ela sempre brigava por causa dessa minha insistência em dormir (muito)tarde.

"Terei que dormir sem travesseiro!", pensei. "Mas não, eu não consigo. E agora? Talvez eu conseguisse montar um, com edredons, colchas, toalhas, o que for..." Mas nada dava certo! O tempo passava e minha agústia pela falta de travesseiro só aumentava.

Levem meu sono... mas, por favor, devolvam meu travesseiro!


P.s.: esse texto é antigo, escrevi no carnaval quando estava na casa do meus pais mas só hoje encontrei ele perdido.

3 comentários:

  1. Agora você já está tendo boas noites de sono! hehe

    ResponderExcluir
  2. rsrsrs

    eu poderia te emprestar um mas, ñ dormu com traviseiro... rsrs

    manias de manios XD

    ResponderExcluir
  3. Ercília Figueiró6 de abril de 2010 16:09

    Vc deve tb ter encontrado junto seu travesseiro né? hehehe..., ai se soubesse teria te cedido o meu travesseiro, sem sermão.Fiquei com peninha da sua angústia pelo travesseiro... Bjus, amo-te muiiiiiiiiiiiiiiiiiito.
    Ercília Figueiró

    ResponderExcluir