domingo, 21 de fevereiro de 2010

Pretérito Mais-Que-[IM]Perfeito



Ultimamente tenho pensado muito no futuro do meu passado. Mais precisamente, em como seria o meu futuro se o meu passado tivesse sido diferente.

Não acredito em predestinações: Deus nos deu o livre arbítrio pra guiarmos nossa vida/[fazermos nossas escolhas] sem interferência divina. Estou aqui, nesse exato instante e lugar, não porque alguém disse: 'ela vai estar ali no lugar x na hora y'. Mas se aqui estou é porque aqui quis estar. Mas porque eu quis isso? E se eu tivesse pensando um pouco mais e em alguns anos atrás a minha escolha tivesse sido diferente? Não necessariamente uma grande escolha, mas algo ínfimo como não viajar em um feriado ou não sair de casa num sábado a noite?

Eu não sei em qual exato instante a minha vida tomou esse rumo tão gigantescamente estranho que me trouxe pra esse exato lugar nesse exato instante. Não sei e vou continuar sem saber...

Vivemos um pretérito imperfeito - nosso passado nunca foi e nunca será acabado.

7 comentários:

  1. Muito legal o texto. Não sei se exatamente como responder então vou dar três respostas

    "Nosso passa com certeza é imperfeito pensa só na teoria de múltiplas histórias do Feyman, nossa história é talvez, no máximo, a mais provável"

    "Uma frase engraçada para se pensar " Deus nos deu o livre arbítrio pra guiarmos nossa vida sem interferência divina.""

    "O importante é que o fato de sua vida correr do jeito que correu é que ela te tornou quem você é!"

    ResponderExcluir
  2. Legal demais !!!

    Eu pensei: coisas de matemático mesmo:

    * no lugar x e na hora y (talvez outras pessoas escreveriam, na hora H )

    * algo "ínfimo" ....só pensei nas cotas inferiores... rs

    Um abraço !

    ResponderExcluir
  3. 'num passado remoto perdi o meu controle'

    ResponderExcluir
  4. Respondendo:

    Gabriel,
    vc ta certo... eh igual o eu disse na descricao: "Mas ser o que gostaria de ser poderia me tornar uma pessoa diferente." Se algo pequeno tivesse sido diferente no passado eu poderia deixar de ser "eu".

    Patty,
    Pois eh, essa coisa de matematica nao sai da gente... foi totalmente sem intencao. Realmente hora H seria mais interessante. hehehe

    Thomaz,
    Beeeeeem lembrado! hehehe
    " Era vida em preto e branco, quase nunca colorida reprisando coisas que não fiz, finalmente se acabando feito longa, feito curta que termina com final feliz"

    Aniinha,
    Thanks! Miss u, xuxu!

    P.s: meu teclado t'a maluco, nao aceita acentos nem cedilhas... triste! T.T

    ResponderExcluir
  5. muito legal, as ezes me pergunto isso... as vezes tenho duvido se teno livre arbítrio, mas creio em tal...

    muito bom texto

    ResponderExcluir